sexta-feira, 28 de outubro de 2011

2 meses e 2 dias.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011
Olá, querido blog. 
São 2:50 da madrugada e eu estou aqui, mais uma noite rolando pela cama. Só que dessa vez estou ouvindo cds de natal. Você sabia que a Christina Aguilera tem um cd com esse tema? Pena que ela faz muitas firulas com a voz, acaba estragando algumas musicas. De uma certa forma as musicas natalinas são as que me trazem mais paz. Culpa da Globo, que sempre passa filmes legais sobre o natal com essas musicas de tema. Deve ser a primeira vez que te abro para escrever sem pretensões, sem assunto pensado, sem até mesmo saber se vou publicar. Um post simples, sem imagens.

O ano está acabando e eu continuo aqui, tudo na mesma. Bobagem minha achar no ano passado que esse seria o ano da minha vida. O Ano Da Minha Vida lembra nome de filme que passa a tarde no sbt. Eu estou preso nesse circulo sem fim dos anos desde que me formei. As vezes aparece um trabalho aqui e outro ali, mas nada que falha a pena. Perceba, eu ainda troco a letra F pela letra V. Mas já estou acostumando o meu "eu artista" que essa é a minha vida. Bem que todo mundo me avisou antes que ser artista não dava dinheiro.

É isso, a realidade está ali com o dedo na campainha, ela não solta por nada! O ano está acabando e levando todas as minhas esperanças. Tentei fazer de tudo para dar certo, mas falhei mais uma vez. Ninguém colocou muita esperança em mim, todos estão ali, apoiando todos os outros. Tudo ok! Sou a minha própria ovelha negra. Menino iludido/Adulto frustrado.

Ano que vem é ano de ser normal. Procurar emprego, usar uniforme, vender colchões. A câmera e a tablet ficam ali, guardadas na ultima gaveta do armário juntas com o Gabriel. Com 24 anos você consegue perceber se sua vida vai dar certo ou não. Pelo menos assim é mais fácil. Não preciso fazer grandes planos. Não preciso ter família, já que com um salário minimo não da nem para sustentar meu vicio por chocolate. 

Mas por enquanto o ano não acabou. Vou me permitir ter esperanças por mais 2 meses e 2 dias. Quem sabe Ele não me ouve e atende as minhas interseções. Continuo o mesmo de sempre. Aqui, firme e forte. E mesmo se nada der certo, vou continuar o mesmo. Pelo menos a minha fé me mantem lucido. As vezes meio abalado. Normal. Quem é que não se sente um caco as vezes. Uma semente jogada no chão esperando por água. Água cai do céu. Eu só quero uma gotinha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014