domingo, 25 de dezembro de 2011

Noite de natal.

domingo, 25 de dezembro de 2011























No final das contas deu tudo certo. De fato, estou tendo um final de ano maravilhoso. Meu pai percebeu que a melhor decisão a se tomar era abandonar a ideia de viajar para um casamento e ficou em casa para passarmos o natal unidos. Dessa vez fomos só nós, sem aquele monte de parentes. Preciso confessar que foi bem melhor assim. Minha família já está toda destruída, ninguém mais se suporta. Melhor assim do que todos unidos com o único objetivo de fazer eu e minha irmã nos sentirmos desconfortáveis na ceia.

A ceia foi maravilhosa. Minha mãe se empenhou e fez todos os nossos pratos favoritos, inclusive sobremesas. Até fiquei espantado, minha mãe que sempre reclama de ter que ir para a cozinha, fez diferente dessa vez. Fomos nós quatro. Logo no começo do jantar meu ~tio~, que já tinha participado de uma ceia na casa da sogra dele, chegou e mudou um pouco o sentido. Ficou ali em pé falando em voz alta e roubando todo o foco. Eu e minha irmã não gostamos muito. Mas o natal valeu a pena. Conseguimos sentar nós quatro na mesa. Meu pai, minha mãe, minha irmã e eu, ali sentados, contando todas as vitorias do ano. Conversando sobre o que eramos gratos. Foi lindo. Durou apenas 5 minutos, mas só em ver minha mãe se esforçando para fazer o salpicão, já valeu por tudo. Depois da comilança, eu e meu pai viramos a noite praticamente assistindo Terra Nova. Meu pai está mais próximo de mim. De 5 em 5 minutos ele vem aqui na porta do meu quarto perguntando se quero ver tv com ele.

 2011 está acabando/fechando com chave de ouro. Para completar, consegui um emprego temporário no estudio de um fotógrafo que eu sempre fui fã. Conheci ele em uma palestra que ele deu ainda no meu tempo de faculdade. É ótimo estar dentro daquele estudio tão lindo e organizado. O trabalho é fixo até dia 26 de janeiro, não sei o que vou fazer da minha vida depois. Não estou esquentando a cabeça, estou vivendo um dia de cada vez. Todos os dias aprendo uma coisa nova. Aprendo sobre fotografia, crianças, pessoas em geral... Acho que minha vida está começando a entrar nos trilhos novamente. Estou feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014