sábado, 6 de julho de 2013

Jogos Vorazes.

sábado, 6 de julho de 2013
De hoje em diante vou mudar o formato dos meus posts de resenhas. Vou sempre “ctrlcezar e ctrlvezar” a sinopse do livro do site Skoob e depois vou dar minha opnião. Acho que dessa forma o post vai ficar mais dinâmico e eu vou me divertir mais escrevendo.
Sinopse – Jogos Vorazes – Jogos Vorazes – Livro 1 – Suzanne Collins.
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes? (Skoob)

Amei ler Jogos Vorazes. Assistir ao filme antes acabou com um pouco da magia da minha leitura. Em primeiro lugar preciso dizer que é impossível ler o livro imaginando a Jennifer Lawrence  como a Katniss, porque a personagem principal não é gostosa! Pelo menos você não espera que alguém que more em um lugar tão miserável seja gostosa. Que o livro é melhor que o filme não é novidade para ninguém, mas o objetivo desse post não é ficar fazendo comparações livro/filme.
O livro me prendeu de uma forma que eu não consegui desgrudar dele por um segundo. Até pensei em ler um livro de contos paralelamente, mas só de pensar que estaria de certa forma gastando o meu tempo me tirava do serio. Gostei de tudo. Da forma que foi relatada a relação de Katniss com sua família, a amizade interesseira com Peeta, o modo de vida da capital… O livro apesar de ser “bobinho” nos faz pensar em varias coisas. É impossível não pensar em como nós assumimos o papel de “capital” quando estamos na frente da tv assistindo programas como BBB, A Fazenda, Pânico na TV…
De todos os personagens o que mais me irritou, apesar de não ser tão perigoso, foi Cara de Raposa. Fiquei torcendo pela morte dela grande parte do livro. Mesmo sabendo que Rue iria morrer daquela forma fiquei com o coração partido. Em alguma parte de mim ainda havia esperança que ela iria até o final do livro.
De tudo o que acontece no livro, o que mais me surpreendeu, foram as bestas do final. O fato delas serem os tributos mortos modificados geneticamente explodiu a minha cabeça. Só aí tive proporção de quanto a capital era cruel. Por gostar tanto de Rue ainda esperei que a sua versão “besta” ajudasse a Katniss no confronto final.
Pronto, cheguei naquele final do livro onde todas as minhas memórias do filme haviam se acabado. Meu ritmo de leitura ficou tão forte que eu nem trocava de posição os meus braços, apenas movia as páginas rapidamente com os meus dedos. O final é surpreendente e te faz começar a ler o segundo livro imediatamente. Só espero conciliar meu emprego com a leitura. Quero terminar de ler o segundo livro logo para não pegar nenhum spoiler por gifs no tumblr. Estou super curioso!
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014