domingo, 4 de maio de 2014

Da minha lista de favoritos.

domingo, 4 de maio de 2014
Hoje tenho duas maravilhas para indicar. Uma animação que assisti no meio do mês passado e um filme que assisti ontem. Eu ando enrolando várias coisas na minha vida. Por exemplo esse livro que estou lendo 10 páginas por dia. A animação já estava separada aqui na minha pasta desde quando assisti, sendo assim vou começar por ela.

• The Suicide Shop
Peguei a indicação em algum canal literário que acompanho no youtube. O que me chamou mais atenção é que baixei sem saber que era uma animação. Então da para imaginar o meu sorriso quando começou, né?! Me identifiquei muito com o traço das ilustrações. Sempre amei colocar texturas nos meus desenhos. Várias técnicas usadas nas ilustrações eu faço nas minhas porque amo trabalhar com essa ideia de profundidade (em desenhos "2d") e texturas. É difícil de explicar mas é fácil de entender. Risos. Se The Suicide Shop fosse um filme seria dirigido pelo Tim Burton.
A animação mostra um universo em que todos são infelizes e é normal ser infeliz. O suicídio é proibido, porque as pessoas devem viver infelizes. Quando alguém se suicida ou tenta se suicidar a policia aparece para multar a pessoa. É no fim de um beco escuro que existe uma loja especializada em ferramentas para as pessoas cometerem suicídio. Ela é de uma família infeliz onde a única alegria está em ajudar as pessoas a se suicidarem. A mãe da família da a luz a um bebê feliz e risonho e as pessoas acham muito estranho aquele "ser" que consegue conviver com a felicidade.

A partir desse momento a animação se desenvolve e vai mostrando como a chegada dessa criança e como o crescimento dela vai afetando a família e a vizinhança. O filme é muito interessante e eu recomendo muito. Vou parar de falar sobre essa animação antes que eu solte algum spoiler.

• Intouchables
Assisti ontem com a minha família na sala. Ele já está entre meus filmes favoritos. Daquela pasta no meu computador onde eu guardo filmes que vou assistir mais 20 vezes.

A história de um homem e seu empregado. Devido a um acidente o homem perde o movimento de todo o corpo do pescoço para baixo. E dentre todos os candidatos ele escolhe um ajudante sem qualificações e totalmente não adequado para o cargo de cuidar dele. Aos poucos a relação dos dois é construída e você vai se apaixonando por essa amizade. 
O filme vai te conquistando aos poucos e você vai ficando triste porque o filme vai acabar. O roteiro é tão bom que deveria ser adaptado para uma serie de tv. É um daqueles filmes que te fazem chorar, por isso assista sozinho trancado no seu quarto. O mais legal de tudo é que é baseado em uma historia real. No final do filme passa um pequeno trecho dos dois homens que inspiraram o filme. Estava com muito saudades de assistir um filme assim.

Esse não é um blog de filmes e series, mas gostei tanto desses dois filmes que valeu a pena registrá-los. Quero ler esse post e assistir os filmes daqui a 10 anos. Sendo assim, um abraço Gabriel do futuro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014