segunda-feira, 28 de julho de 2014

A Menina Que Não Sabia Ler. (Volume 1 e 2)

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Foi no final do ano passado que minha irmã veio toda empolgada me emprestar esse livro para ler. A julgar pela capa não me interessei muito pela história. Imaginei que fosse um daqueles romances do Nicolas Sparks. Mas minha irmã foi persistente até que eu cedesse e começasse a ler o livro. Como na época eu trabalhava fora de casa, só tinha tempo para ler antes de dormir. 

O livro me pegou de surpresa. De repente eu estava lendo sobre fantasmas e tudo aquilo que morro de medo. Assustado reclamava com minha irmã mas ela sempre me encorajava a continuar porque valia a pena abrir uma exceção. Ok, continuei e não consegui mais parar! Chegava até a levar o livro para ler durante meu curto período de almoço. Meus amigos da época se lembram de como eu estava empolgado com o livro. Ainda fico espantado em ver que não fiz nenhuma postagem no blog falando sobre ele. 

Não vou dar spoilers. Mas o livro é um terror psicológico. Em todos os momentos você fica torcendo pela protagonista. O final é surpreendente. Lembro que quando terminei de ler fiquei deitado na cama por um período refletindo sobre o livro. Tinha sido a primeira vez, no meu curto período de leitor, que uma historia tinha me deixado tão empolgado daquela forma. 

Foi então que a pouco tempo, rodando pelo facebook, encontrei a capa do segundo livro. É claro que como grande fã da história a minha irmã, que ainda não leu o volume dois, comprou o livro. Mas a minha dúvida era... Como aquela história poderia ter uma continuação?! Porque tudo tinha sido resolvido de forma brilhante naquele final.

A Menina Que Não Sabia ler - Volume 2 não necessariamente é uma continuação. Ela se daria muito bem como uma história a parte se não fosse pelo titulo. A história tem outro protagonista. A história gira em torno do "médico John Shepherd" que consegue um novo emprego em um hospital psiquiátrico só para mulheres que fica em uma ilha. Inevitavelmente lembrei do filme A Ilha Do Medo. Eu que sempre gosto de colocar atores interpretando os personagens dos meus livros (talvez seja porque amo adaptações cinematográficas) li o livro imaginando tudo acontecendo nos cenários do filme. Inclusive com o Leonardo DiCaprio como protagonista.

O segundo livro está no mesmo patamar do primeiro livro. O autor descreve as situações com tantos detalhes que é impossível não se envolver. O final também é maravilhoso e deixa você com a mesma sensação do final do primeiro livro. Muito satisfeito. Talvez eu tenha gostado mais do primeiro livro por ter sido pego desprevenido. Quando descobrir mais livros com esse tema não irei exitar em ler.

Só tenho duas criticas negativas para fazer. A Menina Que Não Sabia Ler não é o melhor titulo para esse livro. Até entendo o motivo da editora Leya ter colocado, mas assim como eu, todos os fãs não estão satisfeitos com o nome. O nome original do livro é Florence And Giles. Não entendo a mudança do nome para A Menina Que Não Sabia Ler. Assim também como não entendo a versão brasileira da capa que não faz nenhum sentido com a história. A história é sombria e cheia de momentos assustadores. Não achei na internet a capa original do segundo livro, mas pela troca de capas do primeiro você vai entender o que eu estou falando.


Não parecem ser capas do mesmo livro. Eu teria muito mais vontade, julgando pela capa, de ler o primeiro livro com a capa gringa do que a versão "romanceada" da capa da editora Leya. A minha insatisfação com a capa é tão grande que mesmo amando os livros não o comprei. Aposto que se as capas ( e talvez o titulo) dos livros fossem diferente as pessoas se interessariam muito mais. Afinal a função da editora é vender, correto!?

O maior pecado que a capa do segundo livro cometeu foi ter usado a imagem de uma garota usando um vestido tomara que caia. Amigos, a história do livro acontece em uma época onde as mulheres não tinham tantos direitos e o machismo prevalecia na sociedade. Como uma menina que não podia aprender a ler pelo simples fato de ser uma mulher poderia estar correndo em um campo usando um vestido xadrez (em nenhum momento o livro descreve o uso de estampas) tomara que caia? Sem contar que a maior parte da história se passa no frio/neve. Se a capa do primeiro livro me desapontou imagine a do segundo...

Rola uma noticia pelo facebook (sem fonte confirmada) que o primeiro livro vai ganhar um filme. Obviamente estou super empolgado e torcendo para quem for fazer faça com muito carinho e dedicação. Essas histórias estão entre as minhas favoritas.

Sinopse do Skoob • A Menina Que Não Sabia Ler 
1891. Nova Inglaterra. Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo. Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a Srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender seu irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros - únicos companheiros e confidentes - antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem?

Sinopse do Skoob • A Menina Que Não Sabia Ler - Volume 2
Um acidente de trem. Uma identidade trocada. Os detalhes poderão mudar o rumo dessa história... Depois de viver presa num mundo obscuro, assustador e sem palavras em 'A menina que não sabia ler', a pequena Florence viverá uma nova e misteriosa aventura onde nada é realmente o que aparenta ser e todos podem se tornar inimigos em potencial. Mas onde ela encontrará uma saída? Um aliado? O misterioso médico John Shepherd busca um recomeço para sua vida em um lugar nada promissor - uma ilha que funciona como uma clínica psiquiátrica exclusivamente para mulheres. Nesse antro de segredos e sofrimento, Shepherd tentará esquecer seus pecados devolvendo a humanidade às pacientes. A primeira em quem vai experimentar sua doutrina de cuidados, o 'tratamento moral', é uma atraente jovem pálida de cabelos escuros que não se lembra do próprio nome, fala de modo estranho e não consegue saber quando e como chegou àquele lugar. Por que afinal ela desperta tanto a curiosidade do médico? Entre pacientes mais inteligentes que as próprias enfermeiras responsáveis por elas, segredos por todos os lados e figuras assombrosas (e assombradas) percorrendo misteriosamente os corredores da clínica durante a noite, as vidas de Florence e John Shepherd estarão mais ligadas do que podemos imaginar... Arrisque-se e tente achar uma saída no labirinto claustrofóbico criado em 'A menina que não sabia ler volume 2'.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014