sábado, 27 de setembro de 2014

Minha vida depois dos 40.

sábado, 27 de setembro de 2014

De janeiro até aqui foram 40 quilos perdidos. Eu jamais imaginei que conseguiria chegar até aqui me mantendo firme e forte. O regime me ajudou de várias formas. Me tornou uma pessoa mais confiante, não só em relação ao meu corpo. Me sinto como se tivesse morado em um porão durante toda a vida e finalmente me mudado para uma cobertura. Hoje sou uma pessoa sem arrependimentos. Sei que daqui para frente as coisas só vão melhorar.

No começo do ano eu comprava calças jeans nas seções femininas (risos) e isso era muito triste. Porque eu era tão gordo que as calças masculinas das lojas de departamentos não entravam mais em mim. O jeito era me sujeitar as calças para mulheres gordas (nas mesmas lojas). Minhas pernas eram largas demais para entrarem em calças masculinas. Se você acha que é difícil ser uma mulher gorda, não imagina como é ser um homem jovem e gordo. A não ser que eu quisesse parecer com o Ed Motta e suas calças "boca de sino" essa era a única solução. Eu não parecia ser tão gordo porque sempre fui alto. Só tinha 4 bermudas que cabiam em mim. As quatros eram xadrez. Aparentemente  só existem roupas xadrez para quem é gordo. Semana passada provei uma calça 46 e ela ficou confortável. Em janeiro 56 era o meu número.

Mais uma vez "perdi" todas as minhas roupas. As calças novas que comprei a dois meses precisam urgentemente serem apertadas. Eu nem perco mais meu tempo comprando roupas porque sei que daqui a pouco vou ter que apertá-las. Vou esperar meu peso se estabilizar para poder me organizar e me acostumar com ele. Me sinto como se estivesse nos últimos minutos de uma faxina. Suado e cansado mas muito próximo da satisfação de ver tudo brilhando.

Meus hábitos alimentares estão ótimos, obrigado! Refrigerante nunca mais. Não porque eu estou na "pira" de não engordar. Não acho mais tão gostoso e essencial nas minhas refeições. Quando bebo alguma coisa durante as refeições (quase nunca) prefiro um suco natural sem ser muito forte. O meu corpo se modificou e não aceita mais as mesmas coisas de antes. Não consigo mais beber leite integral, por exemplo. Só em sentir o cheiro do leite integral meu estômago já revira. No máximo um semi desnatado. Não vou nem comentar sobre hambúrguer e frituras em geral.

Antes de janeiro era comum eu ir ao super mercado aos finais de semana e comprar vários alimentos não saudáveis que acabavam em um passe de mágica. Era muita ignorância da minha parte comer uma barra de chocolate inteira assistindo um filme. O pote de sorvete ia em um dia só. A caixa de achocolato de 1 litro ficava com um canudo dentro da geladeira. Deus me livre abrir um pacote enorme de Doritos daqui para frente.

As pessoas ainda me perguntam a formula mágica do meu regime. Todos sabem que a forma mais eficiente de emagrecer é se alimentar pouco e saudavelmente de 3 em 3 horas e praticar exercícios físicos. Não tem segredo. Força de vontade não se vende em embalagens. Eu comecei andando de bicicleta durante 40 minutos todos os dias e isso ajudou muito. Só depois de alguns meses fui aumentando as atividades físicas.

Fico muito feliz em poder dividir todo esse processo que estou passando aqui no blog para poder incentivar outras pessoas a seguirem em frente e modificarem seus corpos SE não estiverem satisfeitas com eles. Não a nada de errado em ser gordo se você se sente bem assim. Eu fui por muitos anos. Desde que sua saúde esteja ok e você se sinta bem... No meu caso eu me sentia preso e inibido. Estava sempre deprimido e não me encaixava (literalmente) em nenhum lugar. 

2014 tem sido um ano de crescimento e descobertas na minha vida. Um ano de mudanças, não só no meu corpo, mas nas minhas atitudes. A essência continua mas estou melhor. Confiante para dar um ponta pé em todos os setores da minha vida. Provavelmente o próximo post será falando sobre meus projetos e contando novidades que espero a muito tempo dividir com todos. Emagrecer está me fazendo bem. 

130 quilos nunca mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014