quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Drug dealer.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015
Que a moça (52 anos aproximadamente) que limpa minha academia é sempre alegre e elétrica ninguém pode discordar. Toda vez que chego ela vem toda sorridente puxando assunto. Eu nunca tenho muito assunto com ela porque não consigo levantar peso e conversar ao mesmo tempo. Nossas conversas são sempre assim, enquanto eu faço minha repetição de 12 ela fala, fala, fala feito louca. Enquanto descanso o meu meio minuto dou risadas e concordo com ela. 

Um dia desses enquanto preparava o meu whey ela veio me perguntar o que era aquilo. Ela sempre achou muito cheiroso e disse que nunca viu ninguém tomando na academia ( também achei estranho ela nunca ter visto ninguém tomando whey na academia, mas bola para frente). Eu expliquei para ela e ela ficou com aquela cara de que duvidava se eu estava falando a verdade ou se estava só enrolando ela. Enquanto sacudia o whey ela sumiu. Quando dei o primeiro gole ela apareceu com um copo plástico me pedindo um pouco. RISOS! Quem é que pede para experimentar o whey de um "estranho"? Achei engraçado e dei dois dedos para ela do meu whey de blueberry. Ela odiou e disse que tinha gosto de remédio. Meu professor achou graça de trás do balcão dele.

Até aí, tudo bem. Hoje ela estava meio desanimada, não puxou tanto assunto assim e disse que precisava de algo para animar ela. Enquanto preparava meu whey de cocóras no chão ela veio me perguntar se eu tinha algum pozinho mágico para animar ela. Não entendi na hora. Perguntei para ela se ela queria um gole do meu whey. Ela disse que não,  queria mesmo era "aquele pozinho" que anima (piscando o olho). Eu realmente não estava entendendo e perguntei novamente. Ela falou que ela precisava de um pozinho que o povo que toma whey usava para ficar mais animadinho. Aquele pozinho que você compra com o pessoal que te vende esse pó que você bebe todo dia, dizia ela.  Dei uma de desentendido e fui embora de bicicleta da academia. Só no meio do caminho comecei a realmente me perguntar se ela estava falando de cocaína. 

Minhas dúvidas são:
1 • Será que eu expliquei direito para ela o que é whey protein?
2 • Será que ela acha que eu uso drogas depois que faço minha musculação?
3 • Eu tenho cara de quem usa drogas?
4 • Eu tenho cara de quem vende drogas?
5 • Realmente existe algum pozinho mágico que não seja droga e que eu não conheça?

Em todos os casos a única coisa que eu sei é que enquanto puder vou fugir dela me escondendo atrás dos aparelhos da academia. Não estou preparado para esse tipo de diálogo sem a presença dos meus advogados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014