terça-feira, 17 de março de 2015

Que olhos grandes você tem!

terça-feira, 17 de março de 2015
Tenho assistido muitos filmes ultimamente. Provavelmente porque estou um pouco cansado das minhas series. Essa semana resolvi escolher três filmes que não conversam entre si. São três bons filmes com linguagens diferentes. Nenhum deles é uma grande filme que vai mudar a sua vida. Mas valem a pena serem assistidos. 
Foi muito divertido desenhar os pôsteres. O mais demorado foi o de Big Eyes porque é praticamente só pintura. No geral estou gostando muito de ilustrar assim, apesar de ser mais demorado e eu gostar de resultados rápidos. Esse projeto está me permitindo desenvolver "estilos diferentes" que não poderia tentar fazer com as ilustrações dos meus clientes.
Me inspirei no trabalho de uma ilustradora chamada Paula Bonet para fazer o pôster de White Bird in a Blizzard. Sigo ela no instagram a muito tempo e fico babando no trabalho dela. Adorei desenhar com esse brush porque deixa a ilustração mais intima.
Em Love, Rosie usei texturas ao invés de pintar o desenho. Sou um grande fã de colagens. Se meu quarto fosse maior ou se tivesse um ateliê, com certeza desenvolveria um trabalho com colagens. Mas esse será um dos sonhos que arquivarei até ter minha própria casa.

Big EyesBig Eyes (Grandes Olhos) • Trailer 

O drama apresenta a história real da pintora Margaret Keane (Amy Adams), uma das artistas mais comercialmente rentáveis dos anos 1950 graças aos seus retratos de crianças com olhos grandes e assustadores. Defensora das causas feministas, ela teve que lutar contra o próprio marido no tribunal, já que o também pintor Walter Keane (Christoph Waltz) afirmava ser o verdadeiro autor de suas obras.

•••
Gostei muito de Big Eyes. Não é nenhuma novidade que eu amo o trabalho do Tim Burton. Sempre estou revendo os filmes dele. Além disso tudo tem Lana Del Rey na trilha sonora, que eu não posso negar que sempre amei.
E historia do filme é ótima e me identifiquei em vários aspectos com a protagonista. Se diminuir e deixar outra pessoa levar os créditos pelo seu trabalho é a pior coisa que pode acontecer com um artista. Consegui me ver claramente na personagem se diminuindo em nome de um "bem maior".
Eu esperava que o filme fosse diferente em alguns aspectos. Por exemplo, gostaria que ela tivesse mais visões dos "olhos grandes". O filme poderia ser um pouco mais sombrio. Geralmente esperamos isso do Tim Burton. O filme se torna um pouco sem graça nesse sentido. Seria muito melhor se ela fosse mais perseguida pelo marido e se ela liberasse um pouco mais a loucura na hora de criar os quadros. Não é o melhor trabalho da vida do Tim Burton, mas eu entendo que as vezes ele deve querer fazer coisas diferentes para não se tornar o Romero Britto do cinema.

White Bird In a BlizzardWhite Bird in a Blizzard ( Pássaro Branco na Nevásca) • Trailer

Eve Connors (Eva Green), mãe de Katrina (Shailene Woodley) abandona a família, deixando todos em estado de choque. Kat e seu pai tentam colocar a vida em dia, mas logo a jovem começa a ter sonhos perturbadores. Aos poucos, ela irá perceber que há uma verdade terrível por trás do desaparecimento da mãe.

•••
Fui surpreendido por esse filme. Jamais esperaria ver a Shailene Woodley em um filme com essa carga dramática. Ela está toda desinibida fazendo cenas de sexo e mostrando os seios ( que são muito bonitos ). Eu esperava que o filme tivesse uma pegada completamente diferente. Esperava que fosse um filme mais "espiritual" e estava receoso de assistir porque odeio filmes "espirituais". Só assisti porque o Vitor L. falou muito bem dele. Em um certo momento eu desconfiei do namorado dela no filme, mas nunca esperei por aquele desfecho. Para falar a verdade eu estava desanimado até o final do filme porque não tinha entendido onde o filme queria chegar. É uma história um pouco vazia, temos que concordar. É como se dramatizassem uma história no Linha Direta. Eu não sei se devo defender esse filme e falar que ele é bom. A historia é boa. Só assistindo para você saber.

Love, RosieLove, Rosie ( Simplismente Acontece ) • Trailer 

Adaptação do livro 'Onde Terminam os Arco-Íris' de Cecelia Ahern, a trama acompanha dois amigos de infância que vivem na Inglaterra e planejam estudar juntos nos EUA quando chegar a hora de fazer faculdade. Tudo dá errado porque ela acaba engravidando do bonitão da escola, o que acaba separando os dois. Mas eles ainda mantém contato por e-mail.

•••
Comédia romântica. Eu adoro, vocês sabem. É tão bonitinho. Eu resolvi assistir porque acho essa atriz linda e nunca tinha visto nada com ela. O filme é empolgante (para uma comédia romântica) do inicio ao fim. A historia é tão bonitinha. Não consigo imaginar essa historia sendo interpretada por outros atores. E sim, eu sou do tipo que fica torcendo para os protagonistas ficarem juntos a qualquer custo. O humor é leve e divertido. Aquele tipo de filme que você assiste com um sorriso no canto do rosto. Ahhh como preciso de uma namorada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014