quarta-feira, 22 de abril de 2015

Enemy Interstellar

quarta-feira, 22 de abril de 2015
Atualizar  a categoria de cinema desse blog não é uma tarefa fácil. Porque tenho assistido muitas comédias românticas e não quero parecer uma pessoa solteira desesperado que fica chorando com casais ficticios. Risos. Ironias a parte, assisti dois ótimos filmes essa semana. O meu critério para falar dos filmes tem sido o seguinte... Assim que termino de assistir o filme eu abro o bloco de notas e escrevo o que achei. Mas sempre depois de um tempo (1 ou 2 dias) eu começo a refletir sobre o filmes e fico pensando se ele realmente era tudo aquilo que eu achei. Foi assim com Interstellar, depois que eu assisti fiquei refletindo sobre o final e imaginando que o filme seria muito melhor se não tivesse aquele final. Mas dor de cotovelo a parte, aqui vão os dois filmes da semana.

EnemyTrailer 
Um professor de história depressivo, Adam Bell (Gyllenhaal), descobre acidentalmente assistindo a um filme, a existência de um sósia seu. Ele cria uma verdadeira obsessão por este homem e começa a persegui-lo. Baseado na obra de José Saramago.
•••
Ok, preciso falar sobre esse filme porque ele deu um nó na minha cabeça! Eu adoro o Jake Gyllenhaal e ele já é motivo o suficiente para assistir a um filme. O filme é super intrigante e agonizante. A trilha te deixa tenso o tempo todo e você passa o filme inteiro montando teorias sobre clones, alienígenas e irmãos siameses na sua mente. Só lá pelo meio do filme que consegui criar uma teoria mais semelhante ao que a historia do filme realmente é. A única coisa que me confundiu foi a última cena que me fez correr para internet procurar explicações em um milhão de sites. É um filme para se pensar. Jake Gyllenhaal está impecável nos papeis que interpreta. Eu gostaria de comparar este filme a outra muito famoso mas se fizer isso vou acabar soltando um spoiler sobre o filme. O segredo é ler entre as entrelinhas e saber que cada fala do filme é uma pista. Só depois descobri que é baseado em um livro. O que achei uma pena porque amei a história e se eu tivesse lido o livro ela duraria mais tempo já que eu estou lendo de uma forma assustadoramente lenta esse ano. Risos. Não é um filme para se assistir em grupos ou sem atenção. Eu cheguei a assistir usando fones de ouvido para entrar ainda mais na trilha do filme. Tive dificuldades em montar a linha do tempo. Mas não vou falar muito sobre isso. Se você realmente estiver interessado assista o filme e depois leia os fóruns sobre ele na internet. Não será um tempo jogado fora a não ser que você não entenda o filme.

InterstellarTrailer
Após ver a Terra consumindo boa parte de suas reservas naturais, um grupo de astronautas recebe a missão de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial, possibilitando a continuação da espécie. Cooper é chamado para liderar o grupo e aceita a missão sabendo que pode nunca mais ver os filhos. Ao lado de Brand, Jenkins e Doyle, ele seguirá em busca de uma nova casa. Com o passar dos anos, sua filha Murph investirá numa própria jornada para também tentar salvar a população do planeta.
•••
Antigamente eu tinha um certo preconceito com filmes que usam o universo como cenário. Isso mudou com Gravidade, que apesar da maioria das pessoas acharem super chato eu já assisti umas cinco vezes. Comecei a assistir Interstellar sem saber sobe o que se tratava. A única coisa que eu sabia é que eles entravam em um "buraco de minhoca”. Mas segurei um pouco para não assistir logo que saiu. Eu tenho esses critérios que nem eu mesmo sei explicar. O filme é ótimo. Ele começa de uma forma e termina de outra completamente diferente. Passei boa parte do filme achando que era um filme sobre alienígenas. Fiquei com medo de estar assistindo um novo Prometheus, que apesar de ter gostado de algumas coisas o filme é péssimo. Interstella é bem construído e a historia tem uma evolução boa. Os pontos se ligam. Adoro a atuação do Matthew McConaughey e assisto qualquer coisa que ele fizer. Eu só achei que o filme poderia ter acabado antes do final. Seria mais interessante. Acho que aquela prolongada foi um pouco desnecessária. Seria mais interessante deixar os telespectadores criarem o restante da história. No geral é um bom filme e eu gostei bastante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014