terça-feira, 29 de setembro de 2015

Jimmy's Hall • Grand Piano • The Switch

terça-feira, 29 de setembro de 2015
Jimmy's hall
Jimmy's Hall • Trailer 

Situado em 1932, o filme segue o líder comunista irlandês James Gralton que retorna a Irlanda após uma década deportado em Nova York para reabrir o salão de dança que ele construiu em 1921. O filme pretende "celebrar o espírito dos pensadores livres que foram para aprender, discutir, sonhar e se divertir" no salão de dança. -Filmow
••• 
Não sei de onde surgiu esse filme, eu só sei que ele estava no meu computador e eu assisti. O universo do filme é tão bem retratado que você sente vontade de entrar na tela e viver com aquele grupo de jovens. Não é um SUPER filme sobre a repressão da igreja Católica mas é uma forma de mostrar como as pessoas daquela época eram reféns da sua própria fé (talvez ainda sejam hoje em dia mas não quero entrar nessa discursão). Quando aquilo que você ama se vira contra você a solução é partir. A única coisa que eu sei é que eu frequentaria o salão do Jimmy. 

   Grand Piano Grand Piano • Trailer 


Antes da apresentação que marca seu retorno, um pianista que sofre de medo do palco descobre um bilhete assustador em suas partituras. A ameaça afirma que ele terá que fazer o melhor concerto de sua vida, sem um único erro, se quiser salvar a si mesmo e também sua esposa. -Filmow 
••• 
Esse filme me surpreendeu muito. Para começar eu tinha entendido o trailer de uma forma errada. Eu as vezes assisto o trailer fragmentado porque tenho medo de pegar spoilers. A maioria dos trailers estragam surpresas do filme. Então fui assistindo e pulando pedaços. Pelo lado positivo o filme foi melhor do que eu pensava. Adoro filmes que se desenvolvem em apenas um cenário e com poucos personagens. Não é atoa que eu amo Red Eye, que se passa dentro de um avião. Em muitos momentos eu fiquei me perguntando se tudo aquilo estava acontecendo mesmo ou se o protagonista estava delirando por causa do stress da apresentação. O filme é ótimo do começo ao fim. Ficaria melhor ainda se tivesse um plot twist no final. Mas digamos que estou satisfeito com a maneira com que a historia foi contada. 
Na minha cabeça era um filme sobre um pianista que para aliviar o stress matava pessoas. Uma espécie de serial killer vivendo uma vida dupla. Daí de alguma forma alguém descobria e começaria a dar missões para ele para ele não ter sua identidade exposta, por ser um pianista famoso. O filme não é sobre isso. Mas convenhamos que esse é um bom roteiro, certo?! Risos. Gostaria de ver um filme assim. 

  The Switch
The Switch • Trailer

Uma mulher solteira á beira dos 40 anos, e sem relação amorosa estável, decide que está na hora de ser mãe. Para isso recorre a inseminação artificial. Alguns anos mais tarde ela reencontra o seu melhor amigo que tem vivido com um segredo. Ele substitui o esperma do doador pelo seu e é o pai da criança. -Filmow
••• 
Vocês sabem que eu amo comedias românticas mamão com açúcar. É claro que você sabe tudo o que vai acontecer e que o final será mais um “felizes para sempre”. Esse é o tipo de filme que eu adoro assistir aos domingos. Não podemos negar que Jennifer Aniston e Jason Bateman formam o melhor casal de comedias românticas. Sendo assim esse filme ganhou todo o meu amor. Você não tem desculpas para não assisti-lo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gabriel's Journal © 2014